13 casas totalmente isoladas para quem quer escapar do mundo

Longe de tudo

Michael Skott/Casa.com.br
Débora Fernandes, da

 As férias estão aí. Junto a elas, vem a vontade de se distanciar do estilo de vida agitado e um tanto caótico do espaço urbano. Esta lista, com curadoria do Contemporist, apresenta 13 casas fantásticas para se refugiar, descansar e aproveitar o aconchego. Confira:

Nas ilhas San Juan (EUA)
Michael Skott/Casa.com.br
Em uma parte isolada das ilhas San Juan, em Washington State, os arquitetos da Prentiss Balance Wickline esconderam a Eagle Point – uma choupana aconchegante que se camufla discretamente à natureza local.

A sustentabilidade é uma das grandes qualidades de seu projeto, aparecendo em seu chão e teto reciclados. As paredes laterais, de cedro, envelhecerão naturalmente – assim, a habitação se misturará cada vez mais com a paisagem com o passar do tempo

Na Normandia (França)
Fernando Guerra/FGSG
Escondida em uma floresta na Normandia, França, essa casa tem um truque curioso que garante ainda mais privacidade aos moradores: a parte da frente, original e de tijolinhos, possui apenas quartos e escritórios. Todos os ambientes de vivência comum foram reconstruídos na parte de trás do terreno, em uma estrutura leve e preta, bem iluminada e com grandes janelas que podem ser tampadas por cortinas. Ela ainda é cercada por diversos tipos de vegetação, passando a impressão de distância do mundo exterior. Por Marchi Architects.

Na costa da Nova Zelândia
Simon Devitt/Casa.com.br
Entre as colinas na costa da Nova Zelândia, essa casa de praia foi projetada pelos Patterson Associates para ter sua própria praia particular. A residência foi construída com materiais locais, como pedras extraídas nas proximidades. Ela ainda é autossuficiente, com coleta de água e tratamento de reuso. Grandes janelas ocupando todo o pé direito permitem que os moradores aproveitem a vista durante o dia todo, sem interrupção – afinal, ela é isolada do resto do mundo.

Na península de Coromandel (Nova Zelândia)
Lance Herbst/Casa.com.br
Essa casa de férias foi construída para ser o retiro de relaxamento de um casal que trabalha na indústria cinematográfica. Projetada pelo escritório Herbst Architects, seu design toma a personalidade dramática da profissão de seus moradores, com grande destaque aos elementos rústicos e uma fachada com aparência enferrujada. Ela fica entre 20 hectares de fazenda, na península de Coromandel, na Nova Zelândia -- espaço que permite que o casal seja completamente autossuficiente. Uma pequena lareira no centro da casa acalenta o ambiente e faz com que ela seja um refúgio especialmente aconchegante.

Ilha de Vega (Noruega)
Ake Eson Lindman/Casa.com.br
Essa casa de campo na ilha de Vega, Noruega, é especialmente colocada frente a uma vista panorâmica do mar norueguês e das montanhas que atravessam o horizonte. Próxima ao círculo polar, ela é o lugar certo para fugir do alvoroço rotineiro do ambiente urbano. Projeto de Kolman Boye Architects.

Na costa da França
Jean Luc Laloux
Casa ALON, como é chamada pelos arquitetos que a projetaram, fica na costa francesa. O retiro sofisticado possui um segundo andar com paredes completamente revestidas por janelas em direção à vista ininterrupta do oceano. Com piscina própria e um deck para observar a paisagem, bem escondido entre a vegetação, ALON é o retiro ideal para relaxar. Por Atelier d’Architecture Bruno Erpicum & Partners.

Próximo ao lago Dunvengan (Escócia)
Andrew Lee
Ao lado do lago Dunvengan, na Escócia, essa casa foi desenhada por Dualchas Architets. Ela é separada em duas partes: a entrada, voltada para a estrada, é escondida por uma muralha que separa os moradores do resto do mundo. O lado contrário, de frente para o mar, possui uma parede de janelas que integra o ambiente às vistas incríveis da paisagem. Sua posição, sobre um espaço rochoso, faz dela uma residência ainda mais isolada.

Na Great Barrier Island (Nova Zelândia)
Patrick Reynolds/Casa.com.br
Os moradores queriam uma experiência real de isolamento. Para isso, o escritório Fearon Hay Architects criou a Storm Cottage, uma casa na costa oeste da Great Barrier Island, Nova Zelândia. A ideia é que a casa seja desconectada do exterior. Assim, até o sistema de energia é independente, com painéis solares, coleta e tratamento de água. É um retiro excelente para descanso e conforto.

Ontario (Canadá)
Tom Arban/Casa.com.br
Esse chalé canadense foi construído com materiais locais, na intenção de ser o menos invasivo possível com a paisagem natural da região em que está em Ontario, Canadá. As vistas belíssimas que o cercam isolam os moradores da rotina em uma atmosfera tranquila e relaxada.

Em Koh Samui (Tailândia)
Marc Gerritsen/Casa.com.br
Outra casa desenhada exclusivamente para ser um escape é essa, em Koh Samui, Tailândia. A diferença é que esse retiro, desenhado por Marc Gerritsen, é de luxo, com cinco andares e coberta de elementos naturais que criam a ambientação relaxante. As vistas incríveis são outro ponto positivo para a residência longe das cidades agitadas.

Na costa de Newfoundland (Canadá)
Marc Gerritsen/Casa.com.br
O Fogo Island Studios fica na ilha homônima, na costa de Newfoundland, Canadá. Sua estrutura é alongada e linear, com interiores que correspondem à passagem das estações. Criado por Saunders Architecture, ele está empoleirado na beira d’agua para capturar a plenitude do oceano e fornecer um local completamente livre de distrações para os moradores, uma família com a tradição de viver próximos ao mar e dos peixes.

Na encosta do Monte Maljen (Sérvia)
Relja Ivanic/Casa.com.br
Colocado na encosta do Monte Maljen, na Sérvia, esse chalé confortável mistura o tradicional ao contemporâneo em sua estrutura. O estúdio EXE o criou na encosta, cercado de pequenos pinheiros, para minimizar a interação dos moradores com quem é de fora.

Em Tunquén (Chile)
Marcos Mendizabal/Casa.com.br
Empoleirada em um penhasco íngreme com vista do oceano, essa casa em Tunquén, no Chile, foi desenhada por Gubbins Arquitectos para moradores que queriam um escape da vida na cidade. O segundo andar se equilibra acima do primeiro, bem menor, com uma grande rampa formando o acesso principal.

Multimidia Info

Navegue pela Data e encontre as Matérias em Ordem Cronológica.