Outubro 2015

A Civilização da China é uma das mais antigas do Mundo, E estas fotos demonstram também que é uma das mais belas.

Se for visitar a China pela a primeira vez, Então Pequin, Shanghai e Xian devem estar em sua lista. A famosa Grande muralha, A Cidade proibida e o Palácio de Verão se encontram em Pequin; Shanghai é uma metrópole de renome mundial com um horizonte assombroso; e Xian, É o lar de soldados e cavalos de terracota do imperador Qin Shi Huang.

1.Montanhas Tianzi

2. praia vermelha, Panjin
Fonte: MJiA

3. Huangshan, Anhui
Fonte: KM CHeng

4. Huanglong

5. Cidade de Qiongkushitai
Fonte: Adam Chen

6. Formação geológica de Zhangye Danxia, em Gansu

7. Yangshuo, província de Guangxi

8. Cascatas Detian
Fuente: Wu Sha

9. Cidade abandonada, Ihas Goqui
Fonte: Jane Qing

10. A Grande Muralha
Fonte: Jac Dl

11. Estrada das Montanhas Tianmen, em Zhangjiajie
Fonte: Peter Cheung

12. Campos de flores de colza
Fonte: +Lanzi

13. Gran Canion de Dushanzi, província de Xinjiang
Fonte: BJ Yang

14. Arrozáis de Yuanyang, em Yunnan
Fonte: Jon Bratt

15. Lago Das Mil Ilhas

Divulgação/FloatWing
FloatWing: projeto necessita de combustíveis fósseis para suprir menos de 25% do total da energia que consome no ano

São Paulo – Uma autêntica casa do lago. Este projeto batizado de FloatWing desenvolveu uma moradia flutuante que pode servir para quem sonha residir em uma lagoa ou até mesmo em cima de rio.

Além de moradia oficial para quem busca um estilo vida alternativo, o projeto pode atender também o setor hoteleiro, como opção inusitada de hospedagem. 

A casa flutuante é equipada com propulsores elétricos, que garantem sua mobilidade, ou seja, a moradia não necessariamente precisa sempre estar fixa em um mesmo lugar. 

O projeto foi desenvolvido sobre uma plataforma de 6 metros de largura e 18 metros de comprimento. A moradia é composta por módulos, que podem variar de acordo com a necessidade do cliente. 

Todas as residências, no entanto, possuem sala com cozinha incorporada e pelo menos um banheiro. A maior delas possui cerca de 100 metros quadrados com dois quatros e dois banheiros. 

Desenvolvida com uma pegada totalmente sustentável, a casa necessita de combustíveis fósseis para suprir menos de 25% do total da energia que consome no ano. Ela também está sendo preparada pata ter capacidade de tratar toda a água de que necessita para consumo.

O projeto foi desenvolvido por membros da Universidade de Coimbra, em Portugal, em parceria com três empresas e incentivos do setor hoteleiro. 


Plataforma deve estar pronta para lançamento em 2020
© Fornecido por eCycle

Pau-rosa, pau-brasil e palmito-juçara são algumas das plantas brasileiras que correm risco de extinção. Elas fazem parte de um inventário online com mais de um milhão de espécies conhecidas no mundo todo, que vem sendo construído desde 2010. O objetivo é traçar estratégias para impedir que desapareçam e preservar a biodiversidade no planeta.

Chamado Flora do Mundo Online, o projeto chega agora à fase de descrição de cada uma das plantas. “Uma lista é uma lista apenas com nomes das espécies. Queremos agora agregar informações para, por exemplo, distinguir um pau-brasil de um pau-rosa”, explicou Eduardo Dalcin, do Núcleo de Computação Científica do Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

Para alinhar a metodologia e padronizar o preenchimento da plataforma, que deve estar pronta até 2020, especialistas do mundo todo estão reunidos no Rio de Janeiro, onde ficam até dia 23 de outubro.

Coordenados pelos jardins botânicos de Londres e de Edimburgo, no Reino Unido, e os de Nova Iorque e de St. Louis (Missouri), nos Estados Unidos, botânicos e taxonomistas discutem quais informações devem constar do inventário e qual a melhor forma de apresentar os dados online. Por isso, especialistas de tecnologia da informação participam do evento.

Outro desafio que os especialistas terão de driblar é a ausência de informações digitalizadas sobre as plantas. Eles discutem trabalhar com voluntários e programas de computador. "A dificuldade é conseguir os dados em formato digital. Nem todos os países têm a flora digitalizada. Existe uma lacuna de informações que precisa ser preenchida até 2020. E o que está digitalizado precisa ser convertido para entrar no portal [na internet]”, disse Dalcin.

Durante o encontro, pela primeira vez será feita uma reunião entre as equipes que montaram a lista da flora brasileira, com cerca de 45 mil plantas, e os responsáveis pelo projeto mundial. Os especialistas querem alinhavar interações entre os projetos.

URUGUAI TEM ÓTIMOS DESTINOS LITORÂNEOS DE VERÃO

© Shutterstock

Piriápolis já foi o balneário mais famoso do país, mas perdeu seu lugar para Punta del Leste. Mesmo assim, o incrível lugar vale a visita

Considerado um dos melhores destinos éticos de 2015, o Uruguai conta com um litoral incrível com pequenos balneários pouco visitados, ótimos para quem deseja uma viagem tranquila.

Além de possuir uma ótima infra estrutura hoteleira, o país conta com diversos atrativos turísticos que vão desde praias a centros históricos. A cidade de Punta del Leste por exemplo, é considerada uma das cidades litorâneas mais famosas e visitadas da América do Sul que conta com praias cheias durante o Reveilllon, cassinos sempre lotados e diversas atividades ao ar livre, como a ponte ondulada e o monumento La Mano.

Montevideo é bastante conhecida e ótima para quem quer conhecer um pouco da história do país, já que é cercada de igrejas, museus e teatros bem antigos, como o Teatro Sólis. A cidade também possui uma grande construção onde funciona o Mercado do Porto, cheio de restaurantes típicos e perfeito para quem deseja experimentar uma legítima parrilla uruguaia.

Vale lembrar que o turismo do Uruguai vai muito além dessas cidades e deColônia do Sacramento, pequenos balneários como Piriápolis, José Ignacio, La Paloma e Cabo Polonio são alguns lugares pouco visitados do país e que contam com incríveis atrativos turísticos.

© Shutterstock

LA PALOMA
Considerada uma das praias preferidas dos próprios uruguaios, a La Paloma conta também com alguns outros atrativos, como o Farol de Santa Maria, a Ilha La Tuna, o Passeo del Puerto, centro gastronômico da cidade, e a Avenida Solari, repleta de feiras, bares, lojas e restaurantes

© Divulgação, Creative Commons / Jorge Gobbi / Flickr

PUNTA BALLENA
Punta Ballena está localizada a poucos minutos de Punta del Leste, e aconselha-se fazer bate e volta. A cidade tem a Casa Pueblo como principal atrativo turístico. O local, hoje museu, foi construído por Carlos Paes Villaró e conta com diversas obras do artista em seu interior. Vale lembrar que o por do sol visto da casa é considerado um dos mais lindos do mundo

© Divulgação, Creative Commons / Casaseneleste / Flickr

VALIZAS
Barra de Valizas é uma pequena vila de pescadores frequentada por jovens que querem um pouco de tranquilidade. A praia da cidade, que leva o mesmo nome, é bastante concorrida durante a alta temporada e é de lá que saem excursões de barco que vão para o Bosque de Ombués, atrativo turístico local. A região também é cercada por dunas, sendo a maior chamada Cerro de La Buena Vista

© Shutterstock

MONTEVIDEO
Montevideo conta com um centro histórico incrível, a exemplo da Porta da Cidadela, Teatro Sólis, Palácio Esteves e a Catedral Metropolitana. A rambla da cidade também é muito frequentada por quem quer ver o por do sol. Não podemos deixar de indicar uma visita ao Mercado do Porto, local que conta com diversos restaurantes, onde você poderá escolher a parrilla uruguaia que mais te agrada

© Shutterstock

LA PEDRERA
Para quem está viajando para o Uruguai em busca que altas ondas, La Pedreira é o lugar certo. Localizada bem próxima a La Paloma, a cidade conta com a praia El Barco como uma das melhores da região

© Shutterstock

PIRIÁPOLIS
Piriápolis já foi considerada o balneário mais famoso do país, mas acabou perdendo seu lugar para Punta del Leste. São 20 quilômetros de praias com paisagens lindas e adornadas pela Rambla dos Argentinos, como é chamada a orla da cidade. O local conta também com três morros, o Cerro Santo Antonio, que conta com um teleférico e que em seu ponto mais alto possui uma capela dedicada ao santo, o Cerro del Toro, onde está localizada uma fonte em formato de touro em tamanho real e o Cerro Pan de Azúcar, considerado o terceiro pico mais alto do país. A região também tem um incrível centro histórico

© Shutterstock

JOSÉ IGNÁCIO
Localizada a 30 km de distância de Punta, a cidade de José Ignácio é o melhor lugar para quem busca um pouco de tranquilidade. A cidade de 300 habitantes conta com algumas atrações turísticas além das praias. O farol, a Fundação Atchugarry, uma casa que conta com diversas esculturas a céu aberto, e a Estancia Vik, hotel famoso da cidade, são alguns exemplos

© Shutterstock

PUNTA DEL LESTE
Considerada um dos destinos mais visitados da América do Sul, Punta del Leste também é porta de entrada de diversos cruzeiros. A cidade conta com duas avenidas cercadas de lojas de grife, e bares super badalados por toda a cidade. Além disso, as praias e pontos turísticos também fazem sucesso, a exemplo do farol, do monumento "Las Manos" e da ponte ondulada

© Shutterstock

CABO POLONIO
Considerado Parque Nacional desde 2009, o Cabo Polonio possui praias cercadas por enormes dunas. Um dos atrativos turísticos naturais da cidade são as famílias de leões marinhos que existem por lá, e empresas oferecem passeios de barco até as três ilhas pertencentes ao cabo para visitar os animais. Vale lembrar que o local é uma boa pedida para os aventureiros desprendidos, já que a cidade não possui água corrente e a energia elétrica é fornecida por gerador


© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

Quatro anos e meio depois que as fortes ondas de um tsunami gerado por um grande terremoto na costa do Japão, a cidade de Fukushima foi retomada pela vegetação. Após a evacuação do local em março de 2011, com o desastre ambiental de um vazamento de radiação sem precedentes desde Chernobyl, o fotógrafo Arkadiusz Podniesinski se arriscou em uma visita ao local e tirou diversas fotos do atual estado do lugar, que um dia foi a casa de milhares de pessoas. Na foto, o mato toma conta de um estacionamento com veículos abandonados

© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

Um estacionamento de bicicletas deixadas para trás com o desastre 

© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

Computadores em um escritório

© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

Uma vista aérea das dezenas de carros abandonados 

© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

Uma sala de aula ainda com o quadro negro sujo de giz. O quadro negro tem mensagens de incentivo de moradores e abaixo dele a marca da onda do tsunami 

© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

O piso do ginásio que cedeu com a força da água 

© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

Karts alinhados e prontos para uma corrida que nunca houve

© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

Um salão de jogos eletrônicos, outrora cheio de gente, permanece vazio

© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

Um carregamento de telas, TVs e monitores contaminados radioativamente 

© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

A mesa de um restaurante ainda com os talheres de antigos clientes

© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

Esta imagem aérea mostra depósitos de terra contaminada radioativamente. Para economizar espaço, os sacos são empilhados uns em cima dos outros

© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

Uma escola de instrumentos musicais tem um piano e outros objetos abandonados

© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

A vegetação toma conta dos carros 

© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

Teias de aranha tomam conta de um corredor de supermercado

© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

Caixas registradoras do mesmo supermercado aparecem abandonadas

© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

Uma moto deixada para trás com o tsunami é recoberta de vegetação 

© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

Uma rachadura na terra provocada pelo terremoto aumenta com a erosão na fazenda de Masami Yoshizawa. O fazendeiro voltou para suas terras, onde cria 360 cabeças de gado 

© Rex Shutterstock/Arkadiusz Podniesinski

Um veículo e residências danificados pelo tsunami e abandonados 

© AP Photo/Koji Sasahara

Uma via férrea enferrujada e coberta de vegetação próximo da estação Tatsuta, em Naraha. Naraha foi a primeira de sete cidades inteiramente evacuadas após a tragédia 

© AP Photo/Koji Sasahara

Imagem da escola fundamental Naraha Kita 

© AP Photo/Koji Sasahara

Vegetação cobre a cidade de Naraha

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Imagens de tema por Nikada. Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget