04/23/15

O Sudeste do Brasil vive uma crise hídrica grave, especialmente em São Paulo. Pelo menos uma estudante, Mariana Vasconcelos, de 23 anos, conseguiu tirar alguma coisa boa da situação. Sua proposta, que promete reduzir o gasto de água na agricultura em até 60% foi premiado com a possibilidade de estudar na Singularity University, sediada em um centro de investigação da Nasa.

Sua ideia propõe instalação de sensores nas plantações que permitam o envio de informações por meio de um aplicativo de celular para que o agricultor saiba o momento certo de regar e a quantidade correta de água, evitando o desperdício. A ferramenta leva em conta também a umidade do ambiente, possibilidade de pragas, e o gasto de energia.

Pela sua ideia, ela foi premiada pela faculdade de tecnologia Fiap. A Singularity University fica no Vale do Silício, na Califórnia, Estados Unidos, e é apoiada por grandes empresas como Google e Nokia.

Mariana Vasconcelos cresceu em uma fazenda e competiu com outros 562 finalistas antes de ter sua ideia aprovada e premiada, todas voltadas à redução do consumo de água.

Em entrevista ao El País, ela conta que seu objetivo a longo prazo é comercializar sua ideia tanto no setor público quanto no privado. A jovem comanda sua terceira startup, chamada AgroSmart, junto de outros três colegas e espera instalar seu projeto em 35 fazendas até dezembro.

Se​ o que você quer é se sentar na janela, admirar belas paisagens e chegar a destinos incríveis, veja as melhores rotas de trem, no Brasil e no mundo e prepare-se para viagens inesquecíveis. Olha!

O trem é um dos principais meios de transporte utilizados pelos brasileiros que vivem em grandes cidades como Rio de Janeiro e São Paulo, mas pode ser muito mais que um veículo para chegar ao trabalho. As locomotivas que cortam cidades e países no mundo todo são garantia também de passeios incríveis, especialmente nas rotas que apresentamos hoje. Dá uma olhada e escolha a melhor estação de embarque!


1. Trem da Serra do Mar Paranaense – Paraná
No Paraná, os visitantes que estão conhecendo Curitiba podem estender o roteiro para o litoral e conhecer cidades charmosas como Morretes. Ao embarcar no Trem da Serra do Mar Paranaense, o viajante percorre 110 quilômetros dentro da maior área preservada de Mata Atlântica do Brasil e por uma ferrovia com 128 anos de história. Ao longo do caminho, será possível observar o contraste entre o verde da mata e o charme de construções históricas e fazer paradas estratégicas para um passeio muito mais agradável.


2. Tiradentes a São João Del Rei – Minas Gerais
Em Minas Gerais, o que não faltam são passeios de trem. Especialmente nas cidades históricas do estado, as famosas “Marias Fumaça” transportam o visitante a lugares cercados por belíssimas paisagens e donos de uma riqueza cultural de valor inestimável. A locomotiva que liga Tiradentes a São João Del Rei, porém, merece destaque. O passeio é atividade obrigatória na estadia dos viajantes que estão descobrindo as duas cidades e acontece nas sextas, aos sábados e nos domingos. Mais que uma viagem de trem, é uma viagem ao passado, a bordo de locomotivas centenárias.


3. Trem do Vinho – Rio Grande do Sul
A Serra Gaúcha é o destino favorito dos brasileiros durante o inverno, quando o clima agradável combina perfeitamente com o cenário formado por casinhas charmosas e vinhedos. Em Bento Gonçalves, uma das cidades do famoso Vale dos Vinhedos, a agenda dos visitantes, dividida entre uma vinícola e outra, ganha um complemento todo especial que é o passeio de Maria Fumaça. Conhecida como o Trem do Vinho ou o Trem da Uva, a locomotiva percorre uma ferrovia com 23 km de extensão e para em três estações, onde os passageiros são recepcionados com vinho, música e muita animação.


4. Rocky Mountaineer Train – Canadá
O Canadá é um dos países mais bonitos e mais bem desenvolvidos do mundo. No interior, as paisagens são marcadas por rios, lagos, vales e montanhas, que mudam de cor conforme as estações. No inverno, são pintadas pelo branco da neve, enquanto o verão deixa o verde muito vivo, criando um contraste incrível com o azul do céu. E para conhecer o melhor destes cenários, de camarote na verdade, a dica é fazer o passeio de trem Rocky Mountaineer, que sai de Vancouver e vai a outras cidades, em diferentes rotas e trajetos.


5. West Highland Railway – Escócia
Construções medievais, paisagens bucólicas e muita riqueza cultural e histórica fazem da Escócia um dos países mais encantadores do globo. Muitas cidades escocesas podem ser exploradas pelos visitantes, todas de um jeito bem diferente, mas igualmente fascinante. E para quem quer andar de trem, a dica é percorrer a West Highland, uma ferrovia que atravessa o país e liga Glasgow a Mallaig. Ao longo do caminho, pelas janelas, os passageiros podem admirar lugares famosos como o Viaduto Glenfinnan, velho conhecido dos fãs da saga Harry Potter, a ponte de Erskine, o Castelo Dumbarton Castle, os Alpes Arrochar e muito mais.


6. Blue Train – África do Sul
Um dos trens mais luxuosos do mundo, o Blue Train atravessa a África do Sul, em um trajeto com mais 1600 km e uma viagem que pode durar um dia inteiro. A locomotiva sai da Cidade do Cabo e vai até Pretória. Com serviços 5 estrelas, a linha ferroviária oferece ainda diferentes passeios, com atrações variadas em cada parada e estação. Ao avistar as belas paisagens que parecem um retrato emoldurado pelas janelas do trem, o passageiro não se cansa e se entrega às comodidades exclusivas vivenciadas apenas a bordo do Blue Train.


7. Alpes Suíços
São tantas as opções, cada uma encantadora à sua maneira, que fica difícil destacar apenas uma rota de trem nos Alpes Suíços. Os trilhos que atravessam os vales e passam por cidades e vilarejos de charme sem igual são percorridos por locomotivas que fazem os mais variados trajetos, dependendo da companhia responsável pelo passeio. Qualquer que seja a sua escolha, ao andar de trem pelos Alpes Suíços, será impossível se arrepender.


8. Trans-Siberian Express
A estrada de ferro mais longa do mundo é também uma das mais conhecidas. Foi construída entre os anos de 1891 e 1916, para ligar Moscou à cidade de Vladivostok, no Extremo Oriente. São mais de 20 mil km de extensão, por onde diferentes rotas são percorridas - a viagem completa tem mais de 160 horas de duração. Ao longo do trajeto, as locomotivas ganham como pano de fundo cenários incrivelmente belos, formado por montanhas, rios e lagos, além de passarem por túneis e viadutos que deixam a viagem muito mais emocionante.


9. The Ghan – Austrália
Todo o território australiano é cortado por ferrovias, onde passam linhas de trem operadas por diversas empresas ferroviárias. Além das rotas rotineiras, que servem como meio de transporte para os moradores locais, o país conta com um roteiro muito famoso entre os viajantes. A famosa “The Ghan” cruza toda a Austrália e tem a primeira e última parada nas cidades de Darwin (ao norte) e Adelaide (ao sul). Durante o percurso, acontecem duas outras paradas em Katherine e Alice Springs, onde os visitantes podem visitar diferentes atrações. Ao longo dos 3 mil km, as janelas exibem o que há de mais exótico no deserto australiano, fascinando os passageiros. 


10. Thalys – França
A melhor maneira de visitar Paris, Bruxelas, Amsterdã e Colônia, na Alemanha, o Thalys ou o Trem Vermelho, como também é conhecido, é perfeito para quem quer uma Eurotrip completa. De alta velocidade, a locomotiva viaja a 300 km/h, diminuindo a distância entre algumas das mais belas cidades da Europa. Ao contrário das outras rotas de trem mostradas aqui hoje, não é um passeio panorâmico, apesar de passar por paisagens lindas, devido à rapidez que faz com o que trem praticamente ‘voe’ sobre os trilhos.

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Imagens de tema por Nikada. Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget