Junho 2017

© iSotck
YANGSHUO - CHINA
Na década de 1980, a cidade tornou-se popular entre os praticantes de montanhismo. A região de Yangshuo tem inúmeros locais para escalada.

© iSotck
BURANO - ITALIA
Burano situa-se na lagoa de Veneza e, tal como a cidade vizinha mais famosa, é um destino lindo e tranquilo para os apaixonados.

© iSotck
BLED - ESLOVENIA
Na localidade, o Lago Bled é uma atração imperdível. Lá se encontra o mais antigo castelo do país europeu.

© iSotck
QAQORTOQ - GROELÂNDIA
Com mais de 3 mil habitantes é a cidade mais populosa do sul da Groelândia e quarta maior de toda ilha. É um lugar extremamente aconchegante.

© iSotck
JIUFEN - TAIWAN
O vilarejo fica localizado em uma área montanhosa que oferece ao visitante uma viagem no tempo. Lá é possível presenciar hábitos milenares, além de experimentar a deliciosa gastronomia da região.

© iSotck
HALLSTATT - ÁUSTRIA
Em 1997, Hallstatt foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. A cidade é historicamente conhecida pela sua produção de sal a partir das minas locais.

© iSotck
REINE - NORUEGA
Reine é uma vila de pescadores e desde 1743 é um centro comercial reconhecido internacionalmente. Apesar de sua localização remota, muitos turistas já descobriram esta 'joia norueguesa'.

© iSotck
RIOMAGGIORE - ITÁLIA
Riomaggiore é um vilarejo italiano da região da Ligúria. As casas construídas sobre as rochas à beira do Mar Mediterrâneo dão um charme único à região.

© iSotck
GASADALUR - ILHAS FAROÉ
O belo vilarejo se encontra próximo de falésias onde uma incrível cachoeira cai diretamente no mar. O local serve de residência para poucos habitantes.

© iSotck
ZERMATT - SUÍÇA
Zermatt é conhecida pela proibição de automóveis nas suas ruas, onde impera a calma, e a impecável preservação do seu patrimônio histórico.

© iSotck
MOSELA - ALEMANHA
Mosela é considerada a região vinícola mais antiga da Alemanha. O rio que corta diversas cidades deixa a localidade ainda mais deslumbrante.

© iSotck
MANAROLA - ITÁLIA
É uma das localidades que constituem as famosas Cinque Terre, um dos trechos de maior atração turística do noroeste italiano.

© iSotck
VANG VIENG - LAOS
A cidade fica na margem do rio Nam Song e a característica mais notável do povoado é o relevo com uma densa vegetação que cerca a cidade.

© iSotck
SHIRAKAWA-GO - JAPÃO
Shirakawa-Go é uma aldeia japonesa que está localizada na fronteira dos Alpes do Japão. O vilarejo é famoso pelas casas tradicionais construídas em madeira.

© iSotck
COLMAR - FRANÇA
Localizada na região da Alsácia, Colmar encanta os visitantes com lindos canais e casas que misturam traços da arquitetura alemã e francesa.

© iSotck
PORTOFINO - ITÁLIA
Assim como os outros vilarejos italianos desta galeria, Portofino chama a atenção por causa da construção de pequenos edifícios junto ao Mar Mediterrâneo.

© iSotck
MORRO DE SÃO PAULO - BRASIL
Localizado no litoral do Estado da Bahia, Morro de São Paulo preserva um ambiente calma e muito acolhedor. O clima tropical e as águas quentes tem atraído cada vez mais turistas para a região.

© iSotck
SAN MARINO
San Marino é o mais antigo Estado soberano do mundo e é um enclave encravado, completamente envolto pela Itália. A paisagem da região é de tirar o fôlego de qualquer visitante.

© iSotck
XITANG - CHINA
Pela pequena cidade chinesa passam nove rios que transformam a paisagem e a deixam com um clima ainda mais acolhedor.

© iSotck
ROTHENBURG - ALEMANHA
A cidade da região da Baviera conseguiu preservar seu ambiente medieval, o que atraia milhares de visitantes todos os anos.

© iSotck
PENNAN - ESCÓCIA
É uma pequena aldeia em Aberdeenshire , no norte da Escócia. No local existe um pequeno porto e uma única fila de casas, incluindo um hotel que recebe os turistas.

© iSotck
MASCA - ESPANHA
Masca é uma das zonas mais pitorescas da ilha de Tenerife. O cenário da aldeia é magnífico, pois as casas foram construídas em uma região extremamente montanhosa.

© iSotck
ROCAMADOUR - FRANÇA
Rocamadour está localizado no centro sul da França e significa 'amante das rochas'. No local é produzido um queijo de cabra que leva o nome da cidade.

iStock

Pamela Malhotra e seu marido Anil Malhotra são os proprietários de Sai Santuário, o único santuário privado da vida selvagem na Índia, Eles vem reflorestando e protegendo a floresta e a fauna desde a sua fundação em 1991. 

Hoje, o santuário abrange mais de 300 acres de terra que são o lar de mais de 200 espécies ameaçadas de plantas e animais, incluindo elefantes asiáticos e tigres de Bengala.

"Quando chegamos aqui em primeiro lugar, a maioria das terras que nos venderam tinham sido completamente abandonadas", disse Pamela para Great Big Story. "Campos de arroz abandonados, café, cardamomo. Foi muito desmatada. E demorou muitos anos, cuidados e energia para replantar novamente ".

O santuário é no distrito de Kodagu, uma parte da Índia que era 86% floresta em 1970, mas hoje é de apenas 16%. 

Pamela explicou o efeito desastroso que isso tem sobre a estação das chuvas e de água durante todo o sul da Índia.

O casal está organizando o ambiente, assegurando que as florestas possam ser abrigo para animais, e os animais, por sua vez manter a floresta saudável.

"Nós ambos sentimos grande alegria quando andamos através do santuário", disse Pamela. "Eu nunca senti tanta felicidade com qualquer coisa que eu fiz na minha vida."

O Distrito de Kodagu, sul da Índia, sofre de extremo desmatamento
Créditos das imagens: Infinite Windows

Mas Pamela Gale Malhotra e seu marido, Anil Malhotra, decidiram lutar nessa causa
Créditos das imagens: Infinite Windows

O casal fundou o santuário "Sai" em 1991
Créditos das imagens: The Better India

Desde então, eles replantaram árvores e expandiram o santuário. Agora ele ocupa cerca de 300 acres
Créditos das imagens: Great Big Story

O santuário é o lar de mais de 200 espécies ameaçadas de plantas e animais, incluindo elefantes asiáticos
Créditos das imagens: The Better India

"Quando chegamos aqui em primeiro lugar, a maioria das terras que nos venderam tinham sido completamente abandonadas"
Créditos das imagens: SAI Sanctuary

"Campos de arroz abandonados, café, cardamomo. Foi muito desmatada"
Créditos das imagens: Great Big Story

"E demorou muitos anos, cuidados e energia para replantar novamente ".
Créditos das imagens: The Better India

"Me lembro de andar pela floresta e não ouvir nada além do som de meus próprios pés"
Créditos das imagens: Great Big Story

"Agora o lugar está cheio de sons vivo"
Créditos das imagens: Great Big Story

Pamela espera que o santuário continue a crescer e siga sendo protegido.
Créditos das imagens: Infinite Windows

"Ambos sentimos muita alegria quando andamos pelo santuário"
Créditos das imagens: Great Big Story

"Eu nunca senti tanta felicidade com qualquer coisa que eu fiz na minha vida."
Créditos das imagens: Infinite Windows

Confira o video do casal:


Mais informações: saisanctuary.com (via: greatbigstory)

© Creative Commons BR - Kai Brühne Berguen_von_Crap_Sol_igl_Munts

O vilarejo suíço de Bravuogn decidiu multar turistas que tirarem fotos de suas paisagens. A decisão foi tomada após uma reunião entre representantes políticos do local , uma comuna de aproximadamente 500 habitantes situada na região de Cantão de Grisões.

A justificativa para esta medida foi dada pelo Facebook oficial da comuna, que diz ter tomado esta atitude para garantir maior envolvimento dos turistas com o cenário e assegurar que eles não fiquem presos às redes sociais.

Em uma entrevista para a publicação The Local, o diretor de turismo do vilarejo, Marc-Andrea Barandun, disse que a postagem de fotos de Bravuogn nas redes sociais pelos turistas estaria provocando sentimentos de tristeza nas pessoas que não podem estar no local.

O vilarejo, além de ser um dos patrimônios da humanidade da UNESCO, é considerado pelos visitantes como “O Mundo dos Trenós”, por conta do aumento de turistas na época de inverno. No verão, o ambiente é marcado por visitas ao famoso percurso da ferrovia Preda- Bergün e pelo Caminho da Heidi.

A multa é de 5 francos suíços (cerca de R$ 17) para aqueles que tentarem fotografar algum dos pontos turísticos da região. Porém, tudo indica que as pessoas não serão obrigadas a pagar a penalidade. 

A notícia não tem agradado turistas que tinham planos de visitar o local. Ainda assim, Marc-Andrea Barandun diz que a medida é, também, um marketing para a região, por chamar a atenção das pessoas para conhecer de perto as suas paisagens.

Positiva ou negativa, a lei tem feito com que as falem mais sobre Bravuogn .

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Imagens de tema por Nikada. Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget