Pau d'água: Cultivando a planta que purifica o ar

A espécie é ideal para purificar o ar da casa e filtrar substâncias ofensivas à saúde

Para plantar o pau d'água, a terra deve ser aerada para drenar bem e rica em matéria orgânica (Foto: Unsplash / Severin Candrian / Creative Commons)

Você está sentindo sua casa opaca e sem vida? Talvez esteja faltando um pouco de verde nela. O pau d'água é uma ótima opção de planta para trazer elegância e sofisticação à sua residência.

Resistente às pragas e ao ar-condicionado, essa planta é capaz de se adaptar a três condições: meia-sombra, sol pleno e luz abundante. De nome científico Dracaena fragrans, o pau d'água é fácil de ser cultivado e pode ser usado em diferentes ambientes.

Queridinha entre paisagistas e decoradores, essa espécie consegue filtrar substâncias ofensivas à saúde e purificar espaços contaminados por gases e poluentes.

Sua cor é toda verde, com margens amareladas ou estriadas, e centro verde, ou amarelo e cinza prateado. A planta pode atingir até 4 m de altura.
Cultivo

Seu uso é mais frequente em vasos, pela resistência da planta e facilidade de adaptação até em ambientes com ar-condicionado (Foto: Flickr / Forest and Kim Starr / CreativeCommons)

O pau d'água pode ser cultivado diretamente na terra e em canteiros. Entretanto, seu uso é mais frequente em vasos, devido a resistência da planta e a facilidade de se adaptar até em ambientes com ar-condicionado. A terra deve ser bem aerada e rica em matéria orgânica, para fazer uma boa drenagem.

A paisagista Marisa Lima diz que misturar argila e areia para manter a umidade, sem o solo ficar encharcado, é uma boa opção para o cultivo. Além disso, também é possível adicionar adubo orgânico. “A espécie também pode ser cultivada na água, por isso seu nome popular é pau d’água”, explica.

A Dracaena fragrans aprecia climas tropicais. Apesar de se desenvolver melhor na sombra ou meia-sombra, ela tem capacidade de se adaptar ao sol. “Esse processo, no entanto, é necessário ser feito aos poucos para que a planta possa ir adaptando-se aos raios solares e para não queimar as folhas de imediato”, explica a paisagista Aline Gratieri. “O ideal é não colocá-la nessa situação para que não sofra esse "estresse" desnecessário”, conclui.

“Nos dias mais quentes, para deixar sua planta mais bonita e saudável, borrife água nas folhas para ajudar a hidratá-las e tire a poeira que vai acumulando sobre elas”, complementa Aline.

Com relação a rega, é necessário regar de uma a duas vezes por semana, dependendo das condições do espaço onde a planta estiver inserida.
Floração

A planta pode atingir até quatro metros de altura (Foto: Unsplash / Severin Candrian / Creative Commons)

De tempos em tempos, a planta se presenteia com belas e perfumadas flores, porém não há um tempo exato para isso ocorrer. Segundo Aline, essa ação normalmente acontece em espécies já adultas.

“No mercado, existe uma infinidade de tamanhos da planta à disposição, então, de acordo com o seu espaço, você pode adquirir um exemplar e deixar sua casa ainda mais linda”, comenta Aline.

Curiosidades
No verão ou em dias mais quentes, ela deve ser regada diariamente. Em vasos dentro de casa, pode ser regada de duas a três vezes por semana (Foto: Flickr / M_Heigl / CreativeCommons)

- - De acordo com Marisa, estudos da NASA dizem que a Dracaena fragrans é uma das melhores plantas para filtrar o ar. “É bom que suas folhas estejam sempre limpas para melhorar essa filtragem”.

- Se você tem crianças ou animais de estimação, pode ficar tranquilo, pois esta planta não possui nenhuma substância tóxica.

- Nos meses mais quentes, suas flores têm um perfume suave.

Postar um comentário

[facebook]

MKRdezign

Fale com o Panorama Eco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Imagens de tema por Nikada. Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget