8 hotéis chiques e bizarros para você se hospedar nas férias

Raquel Sodré, da Superinteressante

Fora do comum

Quem ainda está estudando ou prefere deixar para ter seu merecido descanso no nosso inverno, já está com um pé nas férias de julho.

Para quem vai viajar para o hemisfério norte, a época é de curtir muita praia e calor na Europa, nos Estados Unidos, Canadá e outros países acima do Equador.

Já quem fica do lado de “baixo” do globo, vai pegar um friozinho (ou friozão!) e curtir um clima de serra, um fondue, se embrulhar em vários cobertores e se esbaldar nos chocolates quentes (a menos que você vá para o Nordeste, porque né?).

Se você ainda não escolheu suas acomodações para estas férias está cansado daquela mesmice dos hotéis de sempre, a Superlistas de hoje vai te dar algumas opções mais, digamos, ousadas onde você pode se hospedar para curtir a folga. Vem com a gente.

Palácio de Sal, Bolívia

A Bolívia é o país que abriga o Salar de Uyuni, maior deserto de sal do mundo. Aproveitando o material peculiar disponível, foi construído um resort todinho feito de sal!

Desde as paredes até o mobiliário, tudo lá é salgado (alô, hipertensos, cuidado!). As paredes foram construídas com tijolos de sal e cobertas por cristais de sal.

Para o teto, os móveis e o restante dos objetos, foram usados cerca de um milhão de blocos de sal.

O hotel, que possui um total de 30 quartos, está situado na comunidade de Colchani, em Uyuni, no sudoeste da Bolívia. As diárias variam em torno de R$ 450 para um quarto duplo.

Montanha Mágica, Chile

Mais um destino incrível na América Latina, e esse vai agradar especialmente aos fãs de “O Senhor dos Anéis”. O hotel “Montanha Mágica” foi construído na reserva Huilo Huilo, na Patagônia, em um cenário que lembra muito o Condado.

Só é possível acessar o hotel por uma ponte suspensa feita de madeira (tipo aquelas dos filmes que sempre arrebentam uma corda e ficam penduradas).

A construção foi feita em pedra, e o interior é todo em madeira rústica, integrando o hotel à natureza em volta dele. As diárias partem de cerca de R$ 842, e crianças com menos de seis anos não pagam.

Casa na Árvore, Suécia

Esta é uma opção para quem quer curtir a experiência de dormir em uma casa na árvore, mas não está a fim de ser tão radical. Nesse hotel, os hóspedes ficam em caixas construídas a cerca de 6 metros do chão. Mas não se engane: não é porque é na árvore que deixa de ser chique.

Ao contrário, esse hotel foi construído no melhor estilo “casa na árvore gourmet”.

Cada quarto foi planejado por um arquiteto e tem um conceito diferente. Um deles, por exemplo, é uma caixa toda de espelho, que permite aos hóspedes ver toda a paisagem em volta (desafio: tente não pirar na hora de ir ao banheiro).

Waldeilgarten Hollschlucht, Alemanha

Quem curte acampamentos, pode dar um upgrade na experiência de viagem se hospedando no Waldeilgarten Hollschlucht – mas só se não tiver medo de altura.

Os hóspedes dormem em cabaninhas que ficam penduradas em galhos de árvores. Para chegar no “quarto”, você precisará subir por uma escada de corda.

Lembrando que as barracas não incluem banheiros, então, é bom se planejar bem com o xixi antes de ir dormir para não ter que fazer uma aventura na madrugada descendo e subindo em árvore.

O espaço também oferece uma plataforma aberta em cima de árvores onde você pode colocar seu saco de dormir. Para se hospedar na barraca pendurada, você irá desembolsar 250 euros por cabeça a diária. Mais salgado que o hotel de sal!

Hotel de gelo, Suécia

Parece que os suecos gostam de uma excentricidade nas férias, porque não satisfeitos em hospedar as pessoas em casas em árvores, eles também te oferecem um hotel inteirinho de gelo para você passar seu tempo livre.

O hotel foi construído em 6.000 metros quadrados de gelo e neve, e você precisará se empacotar todo em um saco de dormir antes de ir para a sua cama (esqueça aquela noite romântica que você havia planejado. Não vai rolar).

Como o gelo e a neve são – pasme – naturais, o hotel é reconstruído todos os anos em novembro por uma série de artistas. Além de construir as instalações do hotel, eles também fazem as esculturas de gelo que decoram o interior do lugar.

Se você é desses que deseja um casamento especial, pode começar a pensar em se casar na capela de gelo que também é construída no complexo do hotel todos os anos. Mas, atenção: se você tem crianças menores de 12 anos, não poderá levá-las nessas férias.

Por causa do frio extremo, elas não são permitidas no hotel de gelo. As reservas para a temporada 2015/2016 já estão abertas, com datas a partir do dia 11 de dezembro. As diárias em uma das suítes partem de R$ 1.596 em média.

Kakslauttanen, Finlândia

Mais uma opção para quem gosta de frio (mas frio mesmo!), o Kakslauttanen Hotel, na terra do Papai Noel, permite que você se hospede em um iglu.

A diferença, aqui, é que, ao contrário do hotel de gelo, os iglus são confortavelmente aquecidos. Mas você pode passar frio na piscina, que fica ao ar livre.

Os tetos dos iglus são de vidro, então, se você der bastante sorte, pode assistir de camarote à aurora boreal, um dos maiores espetáculos naturais da Terra.

O hotel ainda oferece atividades como passeio de trenó puxado por huskies, passeios a cavalo e observação do sol da meia noite. As diárias para o verão deste ano partem de aproximadamente R$ 450 para uma pessoa e R$ 700 para duas.

Mina de prata, Suécia

É oficial: se você quer férias diferentes, vá para a Suécia e se hospede em um dos hotéis bizarros que eles têm por lá.

Além de aproveitar casas na árvore e hotel de gelo, você também pode ficar em um hotel construído dentro de uma mina de prata desativada (mas só se você não tiver claustrofobia, porque o hotel é construído 155 metros debaixo da terra).

Para se hospedar lá, você também precisa gostar de frio, porque as temperaturas podem chegar a 3º C. O celular não pega lá embaixo, mas eles têm wi-fi disponível para os hóspedes (obrigada, tecnologia).

Uma diária no quarto para dois sai por cerca de R$ 1.855, e o banheiro fica a 55 metros de distância do quarto, no corredor.

Majestic Bus, País de Gales

Este não é exatamente um hotel, mas continua sendo uma opção sensacional de hospedagem para quem quer sair do feijão-com-arroz.

O Majestic Bus é um ônibus que foi todo reformado por seus proprietários, redecorado e transformado em um trailler para hóspedes com capacidade para receber até quatro pessoas do lado de dentro e mais quatro acampadas no quintal.

Atualmente, o ônibus está localizado próximo à cidade de Hay-on Wye, próximo às colinas do condado de Radnorshire.

Uma diária para duas pessoas sai por aproximadamente R$ 620, e o preço inclui flores frescas colhidas no quintal do trailler, lenha para a fogueira e insumos básicos como ingredientes para o chá (estamos no Reino Unido, lembra?), café, temperos, roupa de cama, cobertas e outras mordomias.

Mundo MS Inc.

Navegue pela Data e encontre as Matérias em Ordem Cronológica.