As 10 estradas mais assustadoras do mundo

© Shutterstock

Nem sempre o avião é o meio de transporte preferido dos viajantes. Seja por receio, por opção, por falta de condições, ou até mesmo pela curta distância a ser percorrida, a verdade é que tem muita gente que deixa os aeroportos em segundo plano, preferindo utilizar meios alternativos. São opções que incluemviagens de trem, passeios em grandiosos cruzeiros, aluguéis de carro, ou até mesmo aquele famoso "mochilão".

Para estes, não faltam opções de rotas até o destino. Viajar carro talvez seja a alternativa com maior liberdade e autonomia para transitar e selecionar roteiros. Por isso, algumas estradas ao redor do mundo são preparadas para receber turistas, contendo informações bilíngues e sendo verdadeiras atrações por si só.

Nos Estados Unidos, rodovias como a Rota 66 e a Pacific Coast Highway são verdadeiros ícones turísticos. No entanto, há outras mais perigosas que atraem os viajantes mais corajosos e aventureiros, por conta das curvas sinuosas e das história sombrias.

O mesmo acontece em diversos lugares do mundo. Na Bolívia, por exemplo, a rodovia "Camino a los Yungas" é conhecida como "Caminho da Morte". Por margear penhascos e conter uma pista estreita de apenas três metros de largura, é considerada um dos lugares mais perigosos do planeta. Na Itália, uma das estradas que cortam os Alpes, a Passo do Stelvio, impressiona pela quantidade de curvas íngremes que proporcionam um visual deslumbrante. Mas acredite, só encare essas pistas se você for um bom motorista.

Enquanto algumas foram criadas pelos próprios moradores, outras foram projetadas por renomados engenheiros. Em ambos os casos, a sensação de medo é igual. Confira, na galeria acima, as 10 estradas mais assustadoras do mundo!Na Foto: A estrada Passo do Stelvio, nos alpes italianos, é uma das mais belas e perigosas de toda a Europa

© Creative Commons/rkimpeljr/FlickrColorado State Highway 82 (Estados Unidos) - Esta rodovia fica localizada próximo à cidade de Aspen, no Colorado, famoso destino de esqui nas Montanhas Rochosas. O local é cheio de declives íngremes, curvas apertadas, e trechos estreitos onde apenas um carro pode passar por vez. A Highway 82 está a mais de 3600 metros acima do nível do mar. Durante o inverno a estrada fica fechada, por conta do frio intenso que praticamente impossibilita a passagem de carros.

Esta rodovia fica localizada próximo à cidade de Aspen, no Colorado, famoso destino de esqui nas Montanhas Rochosas. O local é cheio de declives íngremes, curvas apertadas, e trechos estreitos onde apenas um carro pode passar por vez. A Highway 82 está a mais de 3600 metros acima do nível do mar. Durante o inverno a estrada fica fechada, por conta do frio intenso que praticamente impossibilita a passagem de carros.

© ShutterstockTúnel de Guoliang (China) - A história desta rodovia remete aos anos 1970, quando as montanhas de Taihang serviam de abrigo para um pequeno povoado - com cerca de 300 pessoas - totalmente isolado do resto da China, a Vila de Guoliang. Naquela época, o único acesso ao local era através de um caminho muito precário e pouco utilizado. Para minimizar os riscos de utilizar a perigosa rota, os poucos moradores pediram ao governo para que construísse uma estrada melhor, mas não foram atendidos. Então, resolveram construí-la por conta própria, abrindo um túnel em meio às montanhas e deixando "janelas" para jogar os entulhos da escavação. Hoje, a rodovia continua perigosa: há trechos sinuosos em que a largura da pista não ultrapassa os quatro metros. E o pior é que é mão dupla.

A história desta rodovia remete aos anos 1970, quando as montanhas de Taihang serviam de abrigo para um pequeno povoado - com cerca de 300 pessoas - totalmente isolado do resto da China, a Vila de Guoliang. Naquela época, o único acesso ao local era através de um caminho muito precário e pouco utilizado. Para minimizar os riscos de utilizar a perigosa rota, os poucos moradores pediram ao governo para que construísse uma estrada melhor, mas não foram atendidos. Então, resolveram construí-la por conta própria, abrindo um túnel em meio às montanhas e deixando "janelas" para jogar os entulhos da escavação. Hoje, a rodovia continua perigosa: há trechos sinuosos em que a largura da pista não ultrapassa os quatro metros. E o pior é que é mão dupla.

© Shutterstock

Trollstigen (Noruega) - Emoldurada por vales, montanhas, lagos e cachoeiras, a Trollstigen é uma das rodovias mais conhecidas de toda a Europa. É uma estrada muito íngreme, com 11 curvas sinuosas e inclinações acentuadas que levam os motoristas a até 800 metros de altura, em um cenário repleto de mirantes com visuais deslumbrantes.

Emoldurada por vales, montanhas, lagos e cachoeiras, a Trollstigen é uma das rodovias mais conhecidas de toda a Europa. É uma estrada muito íngreme, com 11 curvas sinuosas e inclinações acentuadas que levam os motoristas a até 800 metros de altura, em um cenário repleto de mirantes com visuais deslumbrantes.

© ShutterstockSaddle Road (Estados Unidos) - Também chamada de "Hawaii Route 200", esta estrada é bem pavimentada, mas possui inúmeros trechos irregulares e repletos de lombadas. O local pode se tornar ainda mais perigoso com os intensos nevoeiros, comuns na região. Algumas empresas de aluguel de carros proíbem os clientes a conduzirem seus automóveis nesta área. A Saddle Road tem este nome por ser a "sela' (tradução para Saddle) entre os vulcões Mauna Loa e Mauna Kea, áreas bastante procurada por aventureiros. Embora pareça um pouco deserto, é cercado por algumas opções turísticas.

Também chamada de "Hawaii Route 200", esta estrada é bem pavimentada, mas possui inúmeros trechos irregulares e repletos de lombadas. O local pode se tornar ainda mais perigoso com os intensos nevoeiros, comuns na região. Algumas empresas de aluguel de carros proíbem os clientes a conduzirem seus automóveis nesta área. A Saddle Road tem este nome por ser a "sela' (tradução para Saddle) entre os vulcões Mauna Loa e Mauna Kea, áreas bastante procurada por aventureiros. Embora pareça um pouco deserto, é cercado por algumas opções turísticas.

© Shutterstock

Dades Gorge (Marrocos) - O cenário impressiona: um conjunto de vales áridos serpenteados por uma pista sinuosa. Esta é a Estrada de Dades Gorde, um trecho impressionante da rodovia que corta uma parte da Cordilheira do Atlas, no Marrocos. O zigue-zague estonteante de curvas fechadas leva à aldeias remotas, rios e palmeiras que formam um belo cenário, muito procurado por turistas na região.

O cenário impressiona: um conjunto de vales áridos serpenteados por uma pista sinuosa. Esta é a Estrada de Dades Gorde, um trecho impressionante da rodovia que corta uma parte da Cordilheira do Atlas, no Marrocos. O zigue-zague estonteante de curvas fechadas leva à aldeias remotas, rios e palmeiras que formam um belo cenário, muito procurado por turistas na região.

© ShutterstockDalton Highway (Estados Unidos) - Localizada no Alasca, esta estrada é uma das mais perigosas e angustiantes do planeta. Tudo isso porque ao longo do percurso mais de 660 quilômetros, os condutores são submetidos a temperaturas de congelamento, estradas de cascalho, avalanches, tempestades de neve, e a ausência quase total de sinais de celular. Tamanho isolamento já foi cenário até para um reality show de motoristas aventureiros, nos Estados Unidos.

Localizada no Alasca, esta estrada é uma das mais perigosas e angustiantes do planeta. Tudo isso porque ao longo do percurso mais de 660 quilômetros, os condutores são submetidos a temperaturas de congelamento, estradas de cascalho, avalanches, tempestades de neve, e a ausência quase total de sinais de celular. Tamanho isolamento já foi cenário até para um reality show de motoristas aventureiros, nos Estados Unidos.

© Shutterstock

Passo do Stelvio (Itália) - É uma das estradas mais altas da Europa. Situada no coração dos Alpes, percorre por cerca de 140 quilômetros no trecho entre as cidades de Stelvio e Bormio, próximo à fronteira com a Suíça. Fica a mais de 2700 metros de altura e possui aproximadamente 60 curvas sinuosas, emolduradas por imponentes montanhas e muita vegetação. O perigo aqui é perder a direção com tantas belezas ao redor.

É uma das estradas mais altas da Europa. Situada no coração dos Alpes, percorre por cerca de 140 quilômetros no trecho entre as cidades de Stelvio e Bormio, próximo à fronteira com a Suíça. Fica a mais de 2700 metros de altura e possui aproximadamente 60 curvas sinuosas, emolduradas por imponentes montanhas e muita vegetação. O perigo aqui é perder a direção com tantas belezas ao redor.

© ShutterstockCalifornia State Route 1 (Estados Unidos) - É uma das estradas mais famosas dos Estados Unidos. O trecho que percorre por todo o litoral da Califórnia é um dos mais deslumbrantes do planeta, com vistas de tirar o fôlego para as montanhas e águas cristalinas do Pacífico. Um dos lugares mais conhecidos é a Bixby Creek Gorge, na Big Sur. Uma incrível ponte que, apesar de perigosa, é a tradução literal da união entre belezas naturais e construções icônicas.

É uma das estradas mais famosas dos Estados Unidos. O trecho que percorre por todo o litoral da Califórnia é um dos mais deslumbrantes do planeta, com vistas de tirar o fôlego para as montanhas e águas cristalinas do Pacífico. Um dos lugares mais conhecidos é a Bixby Creek Gorge, na Big Sur. Uma incrível ponte que, apesar de perigosa, é a tradução literal da união entre belezas naturais e construções icônicas.

© Creative Commons/drich78/FlickrTail of the Dragon (Estados Unidos) - O nome "Cauda do Dragão" (tradução para "Tail of the Dragon") não é por acaso. Este perigoso trecho da U.S.Route 129 tem nada menos do que 318 curvas, em um percurso de 17 quilômetros na divisa dos estados da Carolina do Norte e Tennesse. É um lugar muito frequentado por motociclistas por conta do intenso zigue-zague. No entanto, o número de acidentes é tão alto que há um pequeno "memorial" improvisado em uma árvore, chamada de "árvore da vergonha". Lá são expostos destroços de motos para "homenagear" os pilotos.

O nome "Cauda do Dragão" (tradução para "Tail of the Dragon") não é por acaso. Este perigoso trecho da U.S.Route 129 tem nada menos do que 318 curvas, em um percurso de 17 quilômetros na divisa dos estados da Carolina do Norte e Tennesse. É um lugar muito frequentado por motociclistas por conta do intenso zigue-zague. No entanto, o número de acidentes é tão alto que há um pequeno "memorial" improvisado em uma árvore, chamada de "árvore da vergonha". Lá são expostos destroços de motos para "homenagear" os pilotos.

© Creative Commons/anijdam/FlickrCamino a Los Yungas (Bolívia) - Apelidada de "Estrada da Morte", esta rodovia serpenteia montanhas que ficam a mais de 4700 metros de altitude, nos pontos mais altos da Cordilheira dos Andes. É um caminho alternativo de cerca de 65 quilômetros, que vai da região de Yungas até a capital, La Paz. As pistas são muito estreitas e, na maioria das vezes, não ultrapassam os três metros de largura, margeando inúmeros precipícios de até 600 metros de altura. Cerca de cem pessoas morrem por ano na estrada.

Apelidada de "Estrada da Morte", esta rodovia serpenteia montanhas que ficam a mais de 4700 metros de altitude, nos pontos mais altos da Cordilheira dos Andes. É um caminho alternativo de cerca de 65 quilômetros, que vai da região de Yungas até a capital, La Paz. As pistas são muito estreitas e, na maioria das vezes, não ultrapassam os três metros de largura, margeando inúmeros precipícios de até 600 metros de altura. Cerca de cem pessoas morrem por ano na estrada.

Multimidia Info

Navegue pela Data e encontre as Matérias em Ordem Cronológica.