5 hotéis nos Alpes com design arrojado

Tributo à cultura dos Alpes

ThinkStock
Nilbberth Silva, da Casa.com.br

Coberta de neve até março, a cadeia de montanhas oferece paisagens dramáticas para quem quer esquiar durante as férias escolares e o Carnaval.

A beleza, porém, não está só a céu aberto: os interiores de muitos hotéis também arrancam suspiros. E não se tratam apenas de palacetes da antiga nobreza ou cabanas pitorescas.

Cada vez mais turistas se hospedam em estabelecimentos modernos com decoração contemporânea. É a chance de conhecer ambientes que misturam design de vanguarda com objetos típicos do modo de vida dos camponeses alpinos.

O resultado é um belo tributo à cultura da região.

Eden Hotel, em Bormio, Itália

Divulgação/Design Hotels
O edifício de linhas retas, com grandes painéis de vidro, consegue ser aconchegante e caloroso sem um pingo de sentimentalismo.

O mérito é dos arquitetos Antonio Citterio e Patricia Viel. A dupla economizou nos adornos e adotou tons terrosos e cores neutras.

Eden Hotel, em Bormio, Itália

Divulgação/Design Hotels
Citterio passou muitos verões nos Alpes quando era criança.

A experiência deve ter contribuido para a decisão de usar materiais naturais e discretos nos ambientes, como pedra, couro e madeira.

Chetzeron, em Crans-Montana, Suíça

Divulgação/Design Hotels
Para criar esse hotel, os proprietários reformaram completamente um estação teleférica 2100 m acima do nível do mar.

Agora os visitantes desfrutam da arquitetura com ar industrial e de uma vista desimpedida para as montanhas.

Chetzeron, em Crans-Montana, Suíça

Divulgação/Design Hotels
Ao projetar o hotel, o escritório Actescollectifs Architectes preservou os pórticos de concreto e as paredes de pedra do edifício original.

No interior, os arquitetos contrastaram os revestimentos rústicos com móveis macios e iluminação cálida.

As amplas janelas permitem aproveitar os últimos raios do sol poente, raridade nessa parte do mundo.

Kitzhof, em Kitzbuhel, Áustria

Divulgação/Design Hotels
As antigas casas de fazenda do Tirol austríaco inspiraram ambientes com texturas típicas da região.

O piso, por exemplo, ganhou madeira reciclada de antigas cabanas, ao passo que galhadas de cervos decoram as paredes. O design é do escritório Hochbau Attelier, com interiores criados pela proprietária, Uschi Schelle-Muller.

Parc Hotel Billia, em Saint-Vicent, Itália

Divulgação/Design Hotels
Para garantir harmonia com o ar campestre do Vale de Aosta, o arquiteto Piero Lissoni criou um edifício discreto, construído com madeira e pedras locais.

A construção funde-se à paisagem, mas as linhas retas e delgadas da fachada revelam a inspiração moderna.

Parc Hotel Billia, em Saint-Vicent, Itália

Divulgação/Design Hotels
Lissoni concebeu o interior como um chalé contemporâneo. Por isso, os revestimentos têm cores neutras e materiais naturais, a exemplo de pedra e madeira.

Vez ou outra, peças chamativas quebram a sobriedade dos ambientes. No restaurante, as paredes ganham vida graças a pinturas à óleo com molduras douradas.

The Cambrian, em Adelboden, Suíça

Divulgação/Design Hotels
Esse hotel engana o hóspede desavisado: seu exterior mostra uma majestosa vila em meio às montanhas. Por dentro, o visitante encontra arte moderna e decoração minimalista.

The Cambrian, em Adelboden, Suíça

Divulgação/Design Hotels
Em alguns ambientes, o escritório de design Momentum traz referências lúdicas aos interiores vitorianos.

A sala de conferências lembra uma biblioteca tradicional inglesa, com um toque de humor.
A mobíla antiga veio do tradicional mercado Spitalfields, de Londres.

Multimidia Info

Navegue pela Data e encontre as Matérias em Ordem Cronológica.