O que causa a seca?

Microsoft ICE

Na cultura popular, ter um período de seca significa passar por algum tipo de crise. Mas quando o assunto é o clima, um período seco tem um nome específico: "seca" — e não é uma mera crise. Apesar de muitos locais do planeta naturalmente apresentarem períodos secos como parte da variabilidade climática, esses períodos com pouca ou nenhuma chuva (durante semanas, meses ou mesmo anos) podem ter efeitos devastadores em pessoas, animais e plantas na área afetada.

As precipitações ocorrem quando gotas d'água ou cristais de gelo nas nuvens ficam pesados o bastante para cair na superfície da Terra em forma de chuva ou neve. Diversos fatores (inclusive ciclos atmosféricos, como a Oscilação Sul-El Niño e a Oscilação de Madden-Julian) podem influenciar os padrões de chuva e neve, resultando às vezes em pouca ou nenhuma precipitação. Se a ausência de precipitação durar tempo suficiente, a região enfrentará seca, sobre a qual as pessoas têm quatro formas de pensar:

Seca meteorológica: não existe uma definição universal para o déficit de precipitação ou a duração de tempo para que um evento seja considerado uma seca. Áreas com chuvas o ano todo (como a úmida Louisiana) medirão a seca de modo diferente de regiões que naturalmente passam por longos períodos de pouco chuva (como o árido Deserto de Sonora, no Arizona). Na verdade, em um lugar como o sul do Arizona, muitos mananciais dependem do acúmulo de neve do inverno para reabastecer os aquíferos subterrâneos e não apenas da precipitação líquida nos reservatórios. Na verdade, isso depende da quantidade normal e da variabilidade de precipitação em uma região e da utilização principal daquela água.

Seca agrícola: como a seca afeta a agricultura de uma região também depende de muitos fatores. As culturas podem conseguir sobreviver à seca se esta ocorrer após a cultura ter uma germinação saudável ou até mesmo se ela tiver alguma outra capacidade de adaptação para sobreviver por períodos prolongados sem água (como o cacto, no deserto). Por outro lado, uma seca que ocorra no início da temporada de plantio pode levar a pouco ou nenhum rendimento em culturas que não estejam preparadas para a falta d'água.

Seca hidrológica: o efeito da seca no manancial da região pode não ser inicialmente observado e pode ser estender bem além da seca meteorológica. Os agricultores podem sentir os efeitos da pouca chuva imediatamente com o murchar das culturas, mas pode levar muito mais tempo para que pescadores, praticantes de rafting e empresas hidroelétricas notem o fluxo reduzido de um rio. Isso é especialmente verdade no caso mencionado acima, no qual a precipitação do inverno é importante. Os níveis de águas subterrâneas podem estar baixos na primavera devido ao acúmulo reduzido de neve, mesmo em face das chuvas normais na primavera.

Secas socioeconômicas: uma seca pode ter efeito significativo na economia local e global. Uma área terá perturbações socioeconômicas se a seca interromper o suprimento de energia hidrelétrica, alimentos básicos, peixe, água potável ou outros recursos.

Curiosidades sobre as secas

O IPCC (http://www.ipcc.ch/) observa que as áreas afetadas pela seca devem ter aumentado desde a década de 1970 e que isso provavelmente é causado pela influência humana no clima.

A seca no Chifre da África em 1984-85 levou à inanição e morte de 750.000 pessoas.

A seca nos Estados Unidos no verão de 2012 foi a pior na história registrada naquela área, afetando mais da metade do país


Multimidia Info

Navegue pela Data e encontre as Matérias em Ordem Cronológica.