Músico do Arcade Fire faz canção sobre a crise hídrica de SP


Redação / VEJA.com


O multi-instrumentista americano Will Butler, do grupo de indie rock Arcade Fire, aceitou um desafio diferente, proposto pelo jornal britânico The Guardian: escrever uma música por dia até o lançamento de seu primeiro álbum solo, no dia 16 de março, tomando por base as manchetes do jornal. Após lançar duas músicas, uma sobre a crise grega, e outra sobre separatistas ucranianos comemorando o feriado soviético e os restos mortais de um herói sul-africano que lutou contra o apartheid – ele deu um jeito de falar sobre tudo isso em uma música –, Butler escreveu sobre a crise hídrica em São Paulo.

O músico se inspirou na reportagem – a primeira de uma série sobre São Paulo – da jornalista Claire Rigby que fala sobre a crise da água no Estado, a economia do recurso pelos moradores e maneiras de driblar sua escassez. You Must Be Kidding (Você deve estar brincando, em tradução direta), é o título da canção, uma referência a um trecho da reportagem que Butler leu para compor a música. Uma das entrevistadas, a síndica de um condomínio paulista, afirma que “o pior já passou”, ao que é rebatida pela sua vice: “Você deve estar brincando. Isso tudo apenas começou”.




O músico explicou sua decisão de fazer uma música sobre o problema enfrentado pela cidade: “No último tour do Arcade Fire, eu passei alguns dias em São Paulo e amei. Assim como outras cidades das quais eu gosto, São Paulo tem uma complexa mistura de culturas”, disse ao The Guardian. Butler também disse que na primeira vez em que esteve na cidade ele estranhou o fato de estar dentro de um hotel com cerca alta e com arame farpado, além dos guardas armados do lado de fora. Ao fim do texto, o músico disse: “Eu aposto que o hotel vai achar um jeito ter água, não importa o quão baixa esteja a oferta”. Seu primeiro álbum solo se chamará Policy, mas não contará com as músicas feitas por ele baseadas nas manchetes.



Foto: Rama/Creative Commons

Multimidia Info

Navegue pela Data e encontre as Matérias em Ordem Cronológica.