03/19/15


As melhores ilhas

São Paulo – Está pensando em fazer uma mudança radical? Depois de ver a lista das 25 melhores ilhas do mundo, publicada pela revista Traveler (editora Condé Nast), não será difícil cogitar essa possibilidade, começando pelo lugar onde vive. O ranking divulgado pela publicação foi elaborado a partir de uma pesquisa feita com mais de 80 mil pessoas, que opinaram sobre destinos de viagem e hotéis ao redor do planeta, no Readers' Choice Awards 2013. Confira a seguir esses pequenos pedaços do paraíso.


1º - Maui, Havaí, Estados Unidos

Nota final: 93,9
Cenário: 98,1
Simpatia: 92,6
Atmosfera: 95,8
Restaurantes: 88,9
Alojamento: 92,1
Atividades: 95,2
Praias: 95,6


2º - Kauai, Havaí, Estados Unidos

Nota final: 92,1
Cenário: 98,5
Simpatia: 93,2
Atmosfera: 96
Restaurantes: 81,3
Alojamento: 89
Atividades: 93,5
Praias: 92,5


3º - Ilhas Maldivas, República das Maldivas

Nota final: 89,6
Cenário: 95,2
Simpatia: 91
Atmosfera: 93,1
Restaurantes: 81,9
Alojamento: 93,3
Atividades: 87
Praias: 98,5


4º - Ilha Kiawah, Carolina do Sul, Estados Unidos

Nota final: 89,4
Cenário: 93,8
Simpatia: 87,9
Atmosfera: 92,2
Restaurantes: 78,5
Alojamento: 90,5
Atividades: 86,6
Praias: 90,3


5º - Bora Bora, Polinésia Francesa

Nota final: 89,3
Cenário: 98,7
Simpatia: 91
Atmosfera: 94,1
Restaurantes: 74,3
Alojamento: 93,1
Atividades: 85,9
Praias: 89,5


6º - Sea Island, Georgia, Estados Unidos

Nota final: 88,6
Cenário: 90,7
Simpatia: 88,5
Atmosfera: 91,8
Restaurantes: 85,1
Alojamento: 92,1
Atividades: 90,1
Praias: 81,9


7º - Moorea, Ilhas da Sociedade, Polinésia Francesa

Nota final: 88,5
Cenário: 97,9
Simpatia: 92,4
Atmosfera: 94,2
Restaurantes: 69,8
Alojamento: 88
Atividades: 87,5
Praias: 88,3




8º- Oahu, Havaí, Estados Unidos

Nota final: 88 
Cenário: 92
Simpatia: 84,8
Atmosfera: 86,7
Restaurantes: 85,1
Alojamento: 85,5
Atividades: 92,2
Praias: 91




9º - Ilhas da Grande Barreira de Corais, Austrália

Nota final: 87,8
Cenário: 93,7
Simpatia: 93,1
Atmosfera: 92,5
Restaurantes: 73
Alojamento: 79,7
Atividades: 90,2
Praias: 83,2




10º - "Big Island" (Ilha Grande), Havaí, Estados Unidos

Nota final: 87,6
Cenário: 93,9
Simpatia: 90,7
Atmosfera: 92,2
Restaurantes: 77,5
Alojamento: 85,6
Atividades: 90,6
Praias: 80,8




11º - Bermudas

Nota final: 87,1
Cenário: 93,1
Simpatia: 89,4
Atmosfera: 90,4
Restaurantes: 77,5
Alojamento: 84,1
Atividades: 81
Praias: 89,5




12º - Santorini, Grécia

Nota final: 86,6
Cenário: 98,3
Simpatia: 89,8
Atmosfera: 94,4
Restaurantes: 79,8
Alojamento: 86,8
Atividades: 78,4
Praias: 68,9




13º - Tasmânia, Austrália

Nota final: 86
Cenário: 95
Simpatia: 95
Atmosfera: 95
Restaurantes: 73,3
Alojamento: 71
Atividades: 85,1
Praias: 78,4




14º - Saint John (São João), Ilhas Virgens dos Estados Unidos

Nota final: 85,8
Cenário: 94,1
Simpatia: 85,5
Atmosfera: 90,4
Restaurantes: 73,3
Alojamento: 82
Atividades: 83,6
Praias: 92,3




15º - Ilhas Whitsunday, Austrália

Nota final: 85,7
Cenário: 93,9
Simpatia: 87,7
Atmosfera: 90,9
Restaurantes: 73,1
Alojamento: 87,8
Atividades: 85
Praias: 79




16º - Vancouver, Canadá

Nota final: 85,5
Cenário: 96,4
Simpatia: 90,9
Atmosfera: 94,2
Restaurantes: 83,2
Alojamento: 85,3
Atividades: 87,3
Praias: 68,7




17º - Nevis, São Cristóvão e Nevis

Nota final: 85
Cenário: 91,7
Simpatia: 88,9
Atmosfera: 88,9
Restaurantes: 82,9
Alojamento: 86,7
Atividades: 74,1
Praias: 81,3




18º - Lanai, Havaí, Estados Unidos

Nota final: 85
Cenário: 90,5
Simpatia: 88,4
Atmosfera: 90,1
Restaurantes: 75,5
Alojamento: 87,4
Atividades: 79,8
Praias: 82,1




19º - Nantucket, Massachusetts, Estados Unidos

Nota final: 84,9
Cenário: 96,7
Simpatia: 80,5
Atmosfera: 93
Restaurantes: 89,9
Alojamento: 88,4
Atividades: 83
Praias: 79




20º - Seychelles, Ilhas Seychelles

Nota final: 84,5
Cenário: 97,9 
Simpatia: 89,6
Atmosfera: 93,8
Restaurantes: 82,5
Alojamento: 100
Atividades: 90,5
Praias: 100




21º - Hilton Head, Carolina do Sul, Estados Unidos

Nota final: 84,8 
Cenário: 85,2
Simpatia: 85,7
Atmosfera: 85,4
Restaurantes: 83,3
Alojamento: 82,2
Atividades: 84,5
Praias: 84,4




22º - Ilhas Virgens Britânicas, Ilhas Virgens

Nota final: 84,2
Cenário: 93,6 
Simpatia: 86,4
Atmosfera: 89,9
Restaurantes: 71,6
Alojamento: 84,9
Atividades: 83,5
Praias: 89




23º - Ilha de Elba e arquipélago Toscano, Itália

Nota final: 83,9
Cenário: 87,5
Simpatia: 89,6
Atmosfera: 85,4
Restaurantes: 84,2 
Alojamento: 78,9
Atividades: 68,8
Praias: 86,4




24º - Prince Edward Island (Ilha do Príncipe Eduardo), Canadá

Nota final: 83,8
Cenário: 92,2
Simpatia: 93,7
Atmosfera: 89,9
Restaurantes: 71,5
Alojamento: 72,7
Atividades: 77,9
Praias: 77,9




25º - Amelia Island (Ilha Amélia), Flórida, Estados Unidos

Nota final: 83,8
Cenário: 85,7
Simpatia: 84,8
Atmosfera: 86
Restaurantes: 79,4
Alojamento: 83,7
Atividades: 82,1
Praias: 85


Como resposta à campanha da Animals Asia para acabar com o festival vietnamita de assassinato de porcos, o primeiro-ministro do Vietnã anunciou que festivais “antiquados, supersticiosos e negativos” devem acabar. As informações são da ONG Animals Asia.

Esta conquista foi graças à participação dos vários apoiadores na campanha lançada pela organização. O discurso foi amplamente interpretado como uma referência direta ao movimento internacional movido pelo grupo contra o evento de matança de porcos de Nem Thuong. Uma petição angariou milhares de assinaturas do mundo todo.

Com os olhos do mundo sobre o Vietnã, a cidade de Nem Thuong continuou com sua sangrenta e supersticiosa comemoração em desafio aberto à vontade do povo vietnamita e das autoridades, já que 79% dos cidadãos do país se opõem ao festival.

O desejo do primeiro-ministro é claro e a Animals Asia afirma que pretende continuar a pressionar para que se torne uma ação definitiva.

Depois do discurso, o ministro de Cultura, Esportes e Turismo, Hoang Tuan Anh, ecoou as afirmações feitas pelo mandatário e também muitos dos argumentos utilizados pela Animals Asia nos últimos dois meses: ”O ministério decidiu que atividades negativas como esfaqueamento de búfalos e o fatiamento de porcos (…) em festivais serão revistas. Em um país com rica tradição e cultura, não podemos ter a imagem de um porco sendo trazido para o centro de um vilarejo para centenas de pessoas testemunharem sua cabeça sendo cortada e o sangue jorrando – isto não é apropriado a um país pacífico e hospitaleiro como o Vietnã”.

O diretor da Animals Asia para o Vietnã, Tuan Bendixsen, disse que este é um passo incrivelmente positivo dos altos escalões do governo vietnamita. “Demonstra que o país está escutando e reagindo ao desejo das pessoas, que foram quase unânimes em sua condenação de festivais como o de Nem Thuong. Agora, devemos continuar a monitorar a situação para garantir que os animais sejam protegidos contra crueldades. Nosso trabalho entrará nos bastidores para garantir que a diretriz do primeiro-ministro seja executada, a fim de que cenas bárbaras como as desse ano não se repitam no próximo”, completou Tuan.

“Nunca paro de me impressionar com o que conseguimos quando nos juntamos. Nossos apoiadores em todo mundo deveriam estar muito orgulhosos hoje. Da menor das ações individuais, multiplicada milhares de vezes até os esforços incansáveis de indivíduos no terreno nós conquistamos uma mudança real e temos todas as chances de acabar com festivais cruéis no Vietnã”, disse a fundadora e CEO da Animals Asia, Jill Robinson.

“Isto não é só sobre um animal. É sobre o que é aceitável na sociedade moderna. Um porco morreu este ano sob circunstâncias trágicas, horríveis e cruéis, mas na discussão em torno disso, novo ímpeto foi dado ao crescente movimento de bem estar animal no Vietnã”, concluiu Robinson.

Fonte: ANDA

Os pesquisadores que descobriram as formações retornaram ao lugar e conseguiram as respostas que buscavam


Cerca de seis meses atrás, o pesquisador e estudante de pós-graduação do Instituto de Tecnologia da Geórgia, Troy Alexander, detectou pela primeira vez uma misteriosa estrutura que era diferente de tudo o que os cientistas já haviam visto antes. O achado se encontrava próximo ao Centro de Pesquisa Tambopata, na Amazônia peruana.

Em cada uma das estranhas teias, havia uma pequena esfera rodeada por uma cerca circular com menos de 2,5 centímetros diâmetro. A curiosa estrutura chamou a atenção de toda a comunidade científica mundial, que ficou intrigada com algo tão inédito.

Apesar de consultar vários cientistas, biólogos e entomologistas, que fizeram várias suposições, Troy (e o resto do mundo) se mantiveram sem respostas. Realmente, até poucos dias, ninguém ainda sabia explicar o que havia construído a estrutura.

Muita gente até colocou em questão que ela seria de origem alienígena. Você pode conferir os detalhes da descoberta inicial neste outro artigo do Revista ecoLÓGICA. Mas eis que, agora, parece que o mistério das torres foi desvendado.

Há cerca de um mês, os pesquisadores finalmente tiveram a chance de voltar ao local onde encontraram as estruturas misteriosas. Eles procuraram ao redor da área onde as primeiras foram encontradas, detectando uma média de 50 das estranhas formações.

Então, eles passaram dias estudando-as para ver se poderiam encontrar quaisquer sinais de atividade ou interação de algum animal. “Nós estávamos realmente esperando flagrar algo que estivesse sendo feito, eclodindo ou interagindo de alguma forma”, disse Phil Torres, companheiro de pesquisas de Troy, ao Live Science.

Uma de suas primeiras hipóteses é que as bolhas no meio da estrutura eram espermatóforos ou bolsas com material reprodutivo e nutritivo para atrair aranhas fêmeas. Porém, ao longo de uma semana, eles não encontraram quaisquer sinais de fêmeas que tivessem aparecido para essa função.

Mistério desvendado


Finalmente, os pesquisadores removeram três das estruturas de uma árvore e as colocaram sob um vidro. Após cerca de uma semana, o mistério foi finalmente resolvido quando dois filhotes saíram de duas das estruturas e, mais tarde, um terceiro eclodiu a partir da formação. Confira o vídeo abaixo:



Apesar da constatação que as estruturas são mesmo feitas por aranhas, os pesquisadores ainda não sabem quais as espécies delas. “Não sabemos qual a família e o grupo a que elas pertencem”, disse Torres. Para descobrir isso, eles precisam de autorização para coletar as aranhas e cultivá-las até a vida adulta.

Além disso, ainda fica um mistério sobre qual a função da forma circular da estrutura, embora os pesquisadores tenham algumas teorias. Durante um de seus dias de observação, eles viram uma formiga tentar entrar na torre e, em seguida, voltar atrás. Com isso, acredita-se que a “cerca” de teia proteja contra invasores, como as formigas que vivem nas árvores onde as estruturas se encontram. Os pesquisadores também observaram alguns ácaros rastejando ao redor delas.

“Pode ser que estas cercas sejam projetadas para capturar os ácaros, assim as pequenas aranhas já poderiam ter algo para comer ali mesmo”, disse Torres, que afirmou ainda que, de qualquer maneira, já está feliz que o maior mistério foi resolvido. “Eu posso dormir à noite sabendo que é uma aranha”, disse ele.

Fonte: Megacurioso, que cita LiveScience como fonte original em Inglês.

Injustiça absurda!

– O Banco do Brasil ajuizou uma ação para cobrar uma dívida oriunda de um empréstimo de R$ 1.300 Reais, de um agricultor de Santa Catarina e no meio do processo, o advogado que o defendia cometeu diversos erros e perdeu prazos, resultando na perda da propriedade que custava cerca de R$ 250 Mil Reais.


“Eles chegaram de manhã, com a polícia e nos tiraram à força…Todo dia me lembro da minha propriedade”, chora o pobre homem.

“Ele tinha animais e nem deu tempo, nem deixaram ele tirar os bichos, apenas colocaram tudo numa carroça e o mandaram embora sob ameaças de agressão e de prisão”, disse a nova Advogada do pobre e injustiçado agricultor.

Campanha na internet

Por favor, se você assistiu este vídeo e se comoveu com a história triste do agricultor Marcos Winter, 69 anos, de Matos Costa (SC), compartilhe o vídeo com seus contatos, ou se você conhece algum Juiz ou Desembargador em Santa Catarina, por favor envie o vídeo para ele. Não podemos permitir que uma família seja tirada de sua propriedade, e jogada na rua, por um erro jurídico.

Apelamos ao Conselho Nacional de Justiça – CNJ, e as pessoas de bom coração, para que este erro seja reparado com urgência.

Se você é jornalista, radialista, blogueiro, por favor fique à vontade para usar estas informações, produzir matérias ou apenas compartilhar o vídeo.

Fonte: TV Portal via Folha Centro Sul

Em sua sétima edição, iniciativa destinará um total de R$ 785 mil para implementação de projetos ambientais; que passa a contar com a categoria de redução do consumo de água.


O Itaú Unibanco acaba de lançar o edital da edição 2015 do Programa Ecomudança, que apoia ONGs e empresas de pequeno e médio porte na implementação de projetos ambientais. O valor destinado a esta edição é de R$ 785 mil, através de doação e financiamento. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até o dia 20 de abril pelo site doItaú.

A iniciativa contempla projetos que contribuem com a redução de gases do efeito estufa e do consumo de água. “Os projetos inscritos são avaliados por sua capacidade de redução de emissão gases de efeito estufa, eficiência em usos de recursos, como redução do consumo de água, replicação de tecnologias limpas e geração de outros impactos socioambientais positivos. Acreditamos que ao direcionar recursos para iniciativas que contribuam com a melhoria das questões sociais e ambientais do nosso país estamos ajudando as pessoas a mudarem o mundo para melhor”, afirma Denise Hills, superintendente de Sustentabilidade do Itaú Unibanco.


O Ecomudança foi criado em 2009 e tem como objetivo transformar os investimentos dos clientes da instituição em benefícios para a sociedade. A verba do programa é proveniente dos fundos de renda fixa Itaú Ecomudança, que destinam 30% da taxa de administração para esta iniciativa. Desde seu lançamento, já foram repassados quase R$ 3,7 milhões pela iniciativa, beneficiando 24 entidades de 14 estados brasileiros. Os projetos favorecidos geraram uma redução de 8.500 tCO2e e possuem um potencial de redução ao longo de 10 anos de cerca de 40.000 tCO2e. Além disso, geram mais de 3.500 MWh de energia limpa e destinam corretamente cerca de 1.000 toneladas de resíduos.

Somente no ano passado, cerca de 200 projetos, das mais diversas regiões do Brasil, foram inscritos no programa. Para saber mais sobre o edital do Programa Ecomudança 2015 e o processo de inscrição, acesse o link ‘ecomudança‘.

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Imagens de tema por Nikada. Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget